Comportamento, EJA

Dinâmica:Fale até queimar

11FOFOS1.png

Quebrando um pouco a rotina de estudos de livros e exercícios, resolvi fazer a segunda aula da quinta feira (24 de maio) um pouco diferente. Para isso resolvi pesquisar algumas dinâmicas simples e que tivesse uma reflexão bacana. Daí pesquisa vai e vem, encontrei uma do fósforo que me chamou muita atenção por sua simplicidade e uma reflexão emocionante.

Você precisará apenas de:

1 caixa de fósforo

1 folha de papel

Desenvolvimento

Peça aos alunos para fazer um círculo na sala. Entregue a todos um palito de fósforo. Com um papel você faz algumas perguntas aleatórias, seja algo sobre algum conteúdo estudado ou um abraço em alguem, (seja criativo). Deixe os papéis no meio do círculo.

eja1

Iniciando a dinâmica, peça para o seu aluno tirar um papel da roda e lhe entregar. Daí você pede para acender o fósforo, você ler a pergunta rapidamente. Mas e ele terá que responder no tempo que o fósforo continua acesso. Caso apague você parte para o próximo aluno o mesmo procedimento até terminar as perguntas.

Ao final da dinâmica, faça uma reflexão sobre todo o processo, peça aos alunos relatar o que aconteceu no desenvolvimento da atividade. Deixe todos eles se expressar com suas palavras.

aquiiiii1.png

Alunos da Sala Oito // Alguns alunos não estão pois faltaram a aula desse dia.

Depois você explica que o fósforo é o tempo e que devemos aproveitar para fazer tudo de bom ao próximo sem perder tempo. Seja uma palavra amiga, abraço ou um perdão. As vezes perdemos tempo no orgulho, na correria ou até pensando em ter sucesso e dinheiro. Afirme o quão é importante está em paz. Deixe eles bem a vontade em se expressar.

Na sala oito, foi momento emocionante na qual o olhar de cada aluno brilhou, que realmente é importante dá valor as pequenas coisas. Senti que consegui obter o objetivo esperado e o quão é bom mudar um pouco a rotina e que aprendemos com isso, sermos melhores espiritualmente. Recomendo fazer isso na sua sala, você verá quão gratificante é desenvolver essa dinâmica. Até a próxima!

Anúncios
Comportamento, EJA, pedagogia

Pedagogia é aprendizagem para a vida.

Neste domingo (20/05) foi o dia do pedagogo e não poderia deixar de falar sobre esta incrível profissão que faz toda a diferença na educação. Me recordo que no meu discurso como orador da turma afirmei que a pedagogia é o berço da educação, ou seja, ela vem desde a infância no desenvolvimento humano quanto até idade adulta como EJA.

É uma área onde se cria estratégias de desenvolver metodologias para auxiliar muitos professores e alunos. Atua nas áreas de coordenação, gestão escolar e áreas sociais. Costumo afirmar que é um curso que todo mundo deveria fazer, (mesmo se você não deseja lecionar) pois auxilia muito a família (onde realmente vem a educação) e nossa própria vida.

Já existia um pedagogo dentro de mim antes mesmo de eu perceber isso. Afinal uma das brincadeiras favoritas na infância era brincar de escolinha, onde dava aula para o Batman e alguns carrinhos kkk. E ver esse sorrisão no rosto aí é sinal que fiz a escolha certa.

Sou pedagogo com muito orgulho!!

EJA

A matemática diferente ≠

É natural de toda turma os alunos não curtir a disciplina de matemática. Mas a realidade da minha sala, as exatas não é o bicho de sete cabeças, até subir um pouco de nível. Kk

Ensino no nível de 8° e 9° ano no EJA, é comum começar a sair da matemática básica nesse período. Confesso que dá frio na barriga com a novidade, afinal os alunos podem desistir no processo. Tem que ter nesse ponto uma estratégia atraente e objetiva no planejamento para que ocorra um salto de desempenho no conteúdo apresentado. Tudo que é novo, naturalmente precisa de tempo e prática para desenvolver o processo de aprendizagem.

Aluna Zilda Sousa respondendo as potências // Foto: Fábio

Iniciamos o assunto sobre as potências com exemplos bem práticos. Aprenderam o que seria quadrado e cubo e suas funcionalidades nas fórmulas matemáticas. Uma das metodologias que uso é desafiar o aluno a experiência de tentar responder na lousa. Ele/Ela desenvolve ali primeiramente sua alto confiança em si no seu potencial, e quebrando assim aos poucos a timidez.

Aluna Zilda Sousa respondendo na lousa. // Foto: Fábio

O bom de tudo é que os alunos gostam de experimentar algo novo, com isso me deixa mais tranquilo em começar junto com eles essa nova fase.

EJA

Os livros chegaram

Desde que começou as aulas do EJA (ensino de jovens e adultos) os alunos estavam sem material fixo, ou seja, estavam sem livros. Mas apesar dessa realidade não faltou conteúdo a estudar. No planejamento ultilizava métodos que evitasse tirar muitas xérox, afinal de contas pesa no bolso rsrs. A lousa foi de uso principal nesse processo, mas fiquei feliz contudo isso, afinal eles estavam trabalhando a escrita que por sinal melhorou bastante.
Os livros ultilizados ano 2017 era o volume 3 e nele continha algumas disciplinas tudo no livro só. Esse ano, devido ensinar nível de 8°e 9° ano, resolvi com ajuda da secretaria de educação do município mudarmos algumas coisas. Selecionei livros completos de cada disciplina e com isso terá mais conteúdo a estudar.

Alguns alunos da sala oito com seus livros novos. // Foto: Fábio Almeida

Por mais que seja algo simples ganhar um livro, percebo o quão valor eles dão ao material. O cuidado ao pegar, aquele famoso ato de cheirar livro novo, quem nunca né?. São coisas como essas que o EJA me proporciona, a alegria de ver meus alunos felizes por algo que para muitos não dão tanto valor.

Comportamento

As escolhas

Escolhas

Reprodução

Na vida fazer escolhas é algo natural de todo ser humano, desde criança passamos por esse processo, porém quem nunca preferiu ficar em casa do que ir a escola? kkk. São escolhas como essas que muitas das vezes nossos pais tomava por nós, afinal estudar é fundamental, mas para quem tinha cinco anos isto não era prioridade. Ao crescermos percebemos que boas escolhas decididas no tempo certo terão bons resultados futuramente (falando assim parece frase de outdoor). kkk

Quando estamos no ensino médio, temos muitos sonhos em mente, mas fica aquela dúvida, qual faculdade fazer?. Aí que entra uma decisão de dá frio na barriga,  porém o segredo é você esquecer as opiniões dos outros e olhar para dentro de si mesmo aquilo que possa te fazer feliz e o que sempre sonhou. Nessa fase, é onde vai perceber que a sua escolha depende de você, onde na qual o “eu acho” do outro não seja sua prioridade.

Uma vocação verdadeira na minha opinião, é quando você tem uma decisão por algo na qual não se preocupa quanto vai ganhar, se será reconhecido ou não, mas que está se sentindo bem naquilo que faz. Parece clichê isso é verdade, mas quantos profissionais infelizes existem por aí só por que não fazem o que gostam, e sim pelo que ganham. Mas antes de tudo tenha paciência, afinal não somos donos do tempo, se não ta acontecendo do jeito que você planejou, pode ser que algo bem melhor está por vir, mas lute pelo que você quer sempre!.

EJA

Projeto SISPEA

Hoje (27 de abril) pela manhã tivemos um encontro de formação para trabalharmos sobre o projeto SISPEA (Sistema de Sensibilização e Práticas em Educação Socioambiental) no ensino EJA.

Ícone do projeto// Reprodução

O Programa promove a sensibilização e desenvolvimento de práticas de responsabilidade socioambiental nas escolas e suas comunidades, utilizando recursos e metodologias que observam as características e costumes de cada região. É composto de capacitação de multiplicadores, material didático para alunos e professores, acompanhamento pedagógico, avaliação e emissão de relatórios.

Professores EJA das comunidades do Município do Graça // Reprodução

O grupo estudou sobre a valorização da vida, e reconstruindo a sua história. Onde o objetivo é proporcionar aos alunos do EJA (ensino de jovens e adultos) condições para que eles se conscientize da necessidade de respeito entre todos e com o meio ambiente, através do reconhecimento da aplicação dos direitos e deveres de cada um, formando valores éticos e morais. Cumprindo assim, com uma aprendizagem significativa na formação de nossos alunos.

A metodologia ultilizada no encontro, foi formar um círculo e através disso, fazer alguns integrantes do grupo escolher alguma folha que estavam viradas ao avesso, logo após ler e comentar sobre frase escolhida. Fiquei com a frase do pensador Nino Carneiro que diz o seguinte:

Cidadania se faz com educação. Precisa ser justa, igualitária e acessível a todos os cidadãos em todos os níveis.

CARNEIRO, Nino

Resumindo ao pensamento de Nino, na qual afirmo que toda maneira justa e cidadã, é quando nós respeitamos o espaço e tempo do outro a recomeçar e que ele/ela tem esse direito e acessibilidade a tudo aquilo que a faz crescer como pessoa.

Os colegas comentaram com seu ponto de vista sobre a compreensão de cada pensador apresentado. Foi momento incrível de experiência e vida juntamente com a Secretária de Educação do município de Graça no Ceará.

Ingred Silva (Secretaria de Educação do município de Graça) // Reprodução

Tivemos também grupos de estudos sobre os seguintes temas: 1.1 Rumo ao desenvolvimento sustentável e 1.2 O papel da educação ambiental.

Reprodução

Agora vamos a obra!!

EJA

EJA: Análise de Conhecimento.

Quando iniciou as aulas desde o mês de março deste ano, a metodologia usada no meu planejamento foi fazer uma análise entre os alunos. Saber os níveis de cada um deles é fundamental, afinal pra quem nunca ensinou nesta modalidade afirmo que é necessário fazer uma pesquisa de nível entre eles. Pois há faixas etárias diferentes e muitas vezes o professor tem que criar estratégias para cada educando.

Alunas Maria de Jesus (esquerda) e Maria das Graças (direita) fazendo a atividade de ciências. // Sala Oito.

Para fazer esta avaliação, ultilizei alguns métodos para atingir o objetivo de pesquisa. Através das disciplinas como a língua portuguesa, trabalhei com eles a gramática e ortografia básica como: SÇ, SC e XC, entre outros. Apliquei com eles a interpretação de texto tanto no português quanto em outras disciplinas como: história, geografia e ciências até na química.

Aluna Maria Madalena respondendo na lousa a operação de divisão // Sala Oito.

Nas disciplina de exata como a matemática, a metodologia na utilizada foi explorar as quatros operações como: adição, subtração, multiplicação e divisão, cada uma delas no seu devido tempo com várias situações de problemáticas e operações, para trabalhar o raciocínio lógico do aluno. Já na disciplina de física os alunos por enquanto ainda não teve nenhuma aula, devido a ausência de material básico com relação a esta disciplina. Porém estou providenciando uma apostila com conteúdo dinâmico a esta matéria.

O resultado geral desta pesquisa foi positiva, consigo identificar algumas dificuldades deles com relação algumas disciplinas, inclusive as novatas adicionadas como o inglês e química. A turma em geral tem uma base única, ou seja, os níveis são semelhantes e as dúvidas frequentes também e com isso facilita muito minha maneira de procurar métodos para superar as adversidades em cada disciplina apresentada.